Barquilheres de Vieira do Minho já estão em votação para as “ 7 maravilhas doces de Portugal” Vote – 760 107 127

Já iniciaram as votações públicas para as 7 Maravilhas Doces de Portugal e com elas a possibilidade de colocar os “Barquilheres de Vieira do Minho”, no painel dos melhores doces de Portugal.

 Para eleger os Barquilheres como um dos pré-finalistas nacionais terá de votar neste doce através do número 760 107 127 (Custo de chamada 0,60€ + IVA / válido apenas para números de telefone nacionais).

 A votação para os Barquilheres termina no dia 15 de Agosto, durante o programa a emitir pela RTP, durante todo o dia.

Refira-se que este doce é apadrinhado por Júlio Machado Vaz, um apreciador desta iguaria e um visitante assíduo desta terra.

De salientar, que o doce vieirense é um dos 7 doces que está a representar o distrito de Braga nesta competição que visa eleger os sabores mais representativos de Portugal.

Os Barquilheres são uma especialidade centenária de Vieira do Minho, criada no seio de uma família de agricultores da freguesia de Mosteiro. Estes são preparados à base de produtos tradicionais, com ovos, farinha, açúcar amarelo, canela e limão. A particularidade desta iguaria está no processo de cozedura que, ainda hoje, é feita artesanalmente a fim de garantir uma textura finíssima e estaladiça. Cada Barquilhere é confeccionado à lareira, num recipiente em ferro previamente aquecido e untado com manteiga, e cumprindo as regras de cozedura em lume brando. Depois de cozido e ainda quente, é desenformado e enrolado delicadamente com as mãos de forma a obter um cone. Os Barquilheres podem ser degustados com mel, marmelada ou compotas caseiras. A herdeira da receita orgulha-se desse legado que lhe foi transmitido pela sua mãe, e espera que as gerações vindouras saibam apreciar e perpetuar esta sobremesa genuína e única. Os Barquilheres são muito apreciados pela gente da terra e têm conquistado um lugar proeminente à mesa dos vieirenses e nos eventos da Câmara Municipal.

 Nao se esqueça, já pode votar no nosso Doce.