Misericórdia de Vieira do Minho aprovou em Assembleia Geral o Plano de Actividades e Orçamento para 2020

Assembleia Geral realizou-se no sábado dia 30 de Novembro de 2019

A principal IPSS do Concelho prevê um valor de receita de 2.500.150 € e 2.476.000 para a despesa com um saldo previsional positivo de 254mil 150€.

De acordo com o Plano apresentado pela Mesa Administrativa os principais desafios da Instituição (a que correspondem também as acções previstas), são: a manutenção do equilíbrio financeiro, assim como manter a sustentabilidade da Instituição com a manutenção dos acordos de cooperação em vigor.

Assim, para o Lar, “é objectivo continuar a dar atenção aos utentes que integram este serviço”, garantir o serviço de apoio domiciliário a quem o solicite; a Creche, Jardim de Infância e CATL vai passar por uma remodelação com candidaturas, já aprovadas, ao Fundo Rainha D. Leonor e Programa Pares, o Ex Centro de Acolhimento Rebelo Duarte é previsto que “se venha a transformar noutra finalidade, mas mantendo a matriz de apoio…” e para a Aldeia Turística de Louredo, espera-se que “ a conjuntura económica.. aumente a procura”; a Unidade de cuidados continuados continua a “preocupar pelas comparticipações insuficientes”; já o Centro de Medicina Física e de Reabilitação “é expectável um aumento de utentes”. Quanto ao Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) aguarda “o resultado de candidatura apresentada ao Programa Norte 2020” contando a Mesa Administrativa que “no decorrer do ano tenha um desfecho favorável” o que significará “a criação e uma nova valência”.

Refere ainda o Plano de Actividades da Misericórdia de Vieira do Minho que “as projeções para 2020 foram elaboradas tendo em conta critérios de rigor e realismo”