Nova ponte a ligar Amares e Vieira do Minho deve estar pronta dentro de um ano

O projeto da nova ligação entre Amares e Vieira do Minho que irá substituir a Ponte do Bôco encerrada por falta de condições de segurança está pronto. O projeto está a aguardar os pareceres favoráveis da Agência Portuguesa do Ambiente e da EDP, por exemplo, para que possa ir a concurso público.

O processo está a ser liderado pelo Município de Vieira do Minho, em estreita colaboração com a autarquia de Amares. Manuel Moreira revelou ao jornal ‘Terras do Homem’ que a nova ponte terá um valor a rondar um milhão de euros e “esperamos que daqui a um ano já esteja a funcionar ou pelo menos a ser construída”.

A nova ponte fica a cerca de 200 metros a montante da atual. Portanto, o acesso será, praticamente, igual ao atual. “Irão ser feitos os acessos a partir da atual estrada para a nova ponte, mas o percurso será, praticamente igual”.

Também será um pouco mais larga que a atual para aumentar a segurança na circulação.

O autarca de Amares revelou ainda que a intenção dos dois Municípios é dividir os custos com a REN e a EDP. “A REN tem uma quantidade enorme de infraestruturas a passar pelo nosso concelho sem que paguem por isso. Numa reunião propusemos que comparticipassem na construção da nova ponte e ficou, praticamente, acertado a sua participação”.

Quanto à EDP, apesar do assunto ter já sido falado, “houve abertura, mas o processo está mais atrasado”. Manuel Moreira lembra que “foi a abertura de uma barragem que provocou muitos dos estragos sofridos pela Ponte do Bôco” e que levou ao seu encerramento.

Portanto, caso os custos sejam repartidos pelas quatro entidades, deverá calhar 250 mil euros a cada uma como comparticipação pela construção da nova infraestrutura.

Ponte do Bôco

A encerrada Ponte do Bôco passará a pedonal e interdita a todos os veículos com motores. Segundo o projeto consultado pelo ‘Terras do Homem’ a nova infraestrutura ficará enquadrada com a antiga ponte.

A ponte do Bôco é a mais antiga ponte em betão armado do país, está fechada a todo o trânsito automóvel por razões de segurança.

A ponte sobre o rio Cávado foi construída entre 1908 e 1909 e faz a ligação entre o lugar de Aldeia, freguesia de Parada do Bouro, concelho de Vieira do Minho, e o lugar de Dornas, freguesia de Bouro (Santa Maria), concelho de Amares.

A ponte tem um tabuleiro de 33 metros de comprimento e apenas uma faixa de rodagem.