Vieira do Minho com nova escola de bombeiros

No âmbito do seu plano de ação e não obstante as dificuldades financeiras que a Associação Humanitária atravessa, os Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho iniciaram oficialmente, no passado dia 25 de agosto, uma nova escola de bombeiros, constituída por 24 formandos que após terem cumprido as formalidades do processo de seleção, compareceram no quartel local, para apresentação e Inicio dos trabalhos.  O ato de apresentação presidido pelo chefe do executivo, Eng. António Cardoso, teve lugar, 3 dias antes, dia 22 de agosto, na parada do quartel dos Bombeiros Voluntários, contando ainda com a presença de vários elementos da direcção, comando, corpo ativo, quadro de honra e órgãos de comunicação social. 

Os formandos ao longo de 12 meses vão frequentar um total de seis módulos ministrados por formadores internos e externos a título gratuito da Escola Nacional de Bombeiros, sendo que cada módulo contém uma parte teórica e prática com uma carga horária de 50 horas. Os conteúdos programáticos serão diversificados, e abordarão temáticas específicas que vão desde a área da formação Inicial de bombeiro organização de serviço de bombeiro, tripulante de ambulância, salvamento rodoviário e desencarceramento até à extinção de incêndios rurais e extinção de incêndios urbanos.

Apesar dos vários equipamentos doados por outras associações, ainda assim é necessário ao longo da formação proporcionar aos formandos o equipamento necessário e adequado para que tenham as condições indispensáveis para enfrentarem os cenários reais de intervenção. Para o efeito, constam do equipamento um conjunto de 4 fardas necessários para a segurança e boa execução das tarefas. O investimento global representa cerca de 2500€, por cada formando.

Segundo Carlos Branco, presidente da AHBVVM recentemente empossado, “a formação de novos quadros de bombeiros para além de crucial é estratégica porque assenta numa visão de compromisso de voluntariado das novas gerações em relação ao futuro e elas são sem dúvida o garante da nossa proteção e socorro. Vamos fazer um esforço sobre-humano, mas estamos cientes que a nossa comunidade comungará deste tão nobre desafio e ajudar-nos-á a encontrar as formas de financiamento adequadas, pois trata-se de um ativo fundamental”, adiantou.

Finalizando agradecendo aos novos formandos, “Aos Jovens promissores bombeiros um bem-haja pelo seu espírito de voluntariado e pela forma abnegada com que se entregam ao outro e ao bem comum. Muitos sucessos para a nova carreira. Parabéns!”