Troféus Desportivos o Minhoto

A Organização dos Troféus Desportivos “O Minhoto” – XXI edição, informou que, por decisão do júri na 2.ª fase de votação, Eduardo Freitas é um dos três nomeados para o prémio na categoria Desporto Adpatado.

O Centro de Estágios/Complexo de Desporto e Lazer, em Melgaço, vai acolher, no dia 19 de Março, a Gala “O Minhoto”.
________________

EDUARDO FREITAS

Concelho:
Vieira do Minho

Idade:
26 anos

Modalidade:
ParaHóquei (Hóquei em Campo)

Clube actual:
CAVA

Destaques:
Campeão da Europa de ParaHóquei e melhor marcador da competição com 10 golos marcados (Inglaterra – 2016);

Vencedor da “International Hockey Integration Cup”, em representação da Selecção Nacional de ParaHóquei (Bélgica – 2016);

Bicampeão da Europa de ParaHóquei (Holanda – 2017).

Nova vaga de frio prestes a chegar à Europa. Temperaturas vão descer 10 graus

As previsões apontam que o período mais frio se vai registar entre 26 de Fevereiro e 4 de Março. A partir desta altura, as temperaturas devem aumentar gradualmente.

A próxima vaga de frio que se vai abater sobre a Europa chega já na próxima semana e vai estender-se até aos primeiros dias de março. Alemanha, França e Reino Unido vão registar as temperaturas mais baixas do ano.

Na próxima semana, as temperaturas devem descer entre 4 a 6 graus Celsius no Reino Unido em relação ao normal e entre 6 a 10 graus na Europa Central. No Leste da Europa, as descidas vão ser ainda mais acentuadas: entre 10 a 15 graus abaixo do normal nesta região, de acordo com as previsões do weather.com.

As previsões apontam que o período mais frio se vai registar entre 26 de fevereiro e 4 de março. A partir desta altura, as temperaturas devem aumentar gradualmente.

O ar frio vai ser acompanhado de humidade, o que pode resultar em grande acumulação de neve. As regiões Este e Sudeste da Europa podem acumular entre 2 a 5 centímetros de neve já na próxima semana.

O culpado do clima frio é um evento climático raro conhecido como um aquecimento estratosférico súbito. O que permite que uma área de alta pressão leve o ar frio da Sibéria para a Europa, de acordo com Matt Dobson, meteorologista da energia no MeteoGroup.Esta alta pressão deverá mudar o centro da Gronelândia para a Islândia, o que fará com que as regiões do Norte da Europa não estejam tão frias como o Centro, aumentando o risco de neve na região central do continente europeu.

Sabe que sintomas a lagarta do pinheiro pode provocar?

Os conselhos partem do Centro de Informação Antivenenos que pertence ao INEM.

Depois de esta semana se ter falado no perigo que a lagarta do pinheiro representa para os animais, o Centro de Informação Antivenenos, do INEM, decidiu explicar aos cidadãos que inseto é este e quais os perigos que representa também para os humanos.

Assim, numa nota publicada no site do INEM lê-se que a lagarta do pinheiro é um “inseto desfolhador dos pinheiros e cedros em Portugal” cujo ciclo de vida tem duas fases.

A primeira, explica o INEM, é formada pelos “ovos e lagartas” e é “aérea”, podendo ser “observada nas copas dos pinheiros”; a segunda, também conhecida por fase de pupa, é subterrânea.

Relativamente à sua composição, estas lagartas têm o corpo dividido em “pequenos segmentos, cada um dos quais com milhares de pelos urticantes de coloração alaranjada que se vão libertando e espalhando pelo ar à medida que a lagarta se desloca”. E aqui mora o perigo pois são estes pelos que, em contacto com a pele, mucosas e olhos provocam as alergias.

Sintomas e tratamento

O efeito tóxico que estes insetos têm nas pessoas passa por reações urticariformes, que são irritações cutâneas com comichão, ardor, pele vermelha e inchaço. Ao entrar em contacto com os olhos os sintomas são idênticos aos de uma conjuntivite e, quando inalados, a pessoa irá ter tosse e dificuldade em respirar cuja gravidade pode variar.

Quanto ao tratamento, o Centro de Informação Antivenenos refere que, numa primeira fase, o ideal é lavar a pele ou os olhos com água corrente, despir a roupa que esteve em contacto com o inseto, aplicar na irritação cutânea uma pomada à base de corticóides e tomar anti-histamínicos.

Caso estes tratamentos não resultem, então o melhor é entrar em contacto com o 112 ou dirigir-se a uma unidade de saúde.

Fisco avisa contribuintes que têm até 15 de Março para limpar terrenos

O Fisco está a avisar os contribuintes de que têm até 15 de Março para limpar o mato e cortar árvores nas proximidades de casas e aldeias, podendo vir a ser multados se não o fizerem.

Em colaboração com o Ministério da Administração Interna e o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) está a enviar um e-mail a todos os contribuintes – mesmo os que não detêm terrenos confinantes a edifícios inseridos em espaços rurais – sobre a “importância da limpeza de terrenos e árvores na prevenção de incêndios”.

Na comunicação, o Fisco afirma que até 15 de março “é obrigatório” limpar o mato e cortar árvores 50 metros à volta das casas, armazéns, oficinas, fábricas ou estaleiros e 100 metros nos terrenos à volta das aldeias, parques de campismo, parques industriais, plataformas de logística e aterros sanitários.

É obrigatório também limpar as copas das árvores quatro metros acima do solo e mantê-las afastadas pelo menos quatro metros umas das outras e cortar todas as árvores e arbustos a menos de 5 metros das casas e impedir que os ramos cresçam sobre o telhado.

“Se não o fizer até 15 de março, pode ser sujeito a processo de contraordenação. As coimas podem variar entre 140 a 5.000 euros, no caso de pessoa singular, e de 1.500 a 60.000 euros, no caso de pessoas coletivas. E este ano são a dobrar”, lê-se na nota.

Recorde-se que com o Orçamento do Estado para 2018 (OE2018) foi aprovado o regime excecional das redes secundárias de faixas de gestão de combustível, que define que este ano a limpeza deve ocorrer até 15 de março e que as multas serão o dobro, ou seja: até 10 mil euros no caso de pessoa singular e 120.000 euros no caso de pessoas coletivas.

O decreto-lei 124/2006, de 28 de junho, que estabelece as medidas e ações a desenvolver no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios, define que os “proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos confinantes a edifícios inseridos em espaços rurais, são obrigados a proceder à gestão de combustível”.

Este ano, e até 31 de maio, as Câmaras Municipais podem substituir-se aos proprietários na limpeza do mato, sendo que os proprietários são obrigados a permitir o acesso aos seus terrenos e a ressarcir a Câmara do valor gasto na limpeza, recorda o Fisco na comunicação de hoje.

Na mesma comunicação divulgada hoje, os contribuintes são aconselhados a manter-se informados sobre o risco de incêndio na área de residência, a verificar se o sistema de rega e mangueiras funciona, a limpar telhados e a colocar redes de retenção de fagulhas na chaminé.

78º Aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho dispõe de mais uma viatura no seu parque automóvel.
Trata-se de um veículo urbano de combate a incêndios ( VUCI 06 ) oferecido pelo Município de Vieira do Minho e que vai  dotar o concelho de melhor capacidade de resposta em situações de emergência.
Na comemoração do 78º aniversário da Associação, a vice-presidente, Elsa Ribeiro, manifestou a disponibilidade do executivo continuar a apoiar em termos logísticos, técnicos e financeiros os Bombeiros Voluntários.

Tomada de Posse da Comissão Política do PS de Vieira do Minho

Decorreu no dia 17 de Fevereiro, a sessão de tomada de posse da nova Comissão Politica Concelhia do Partido Socialista de Vieira do Minho. A sessão contou com a presença do presidente da Federação do PS, Eng. Joaquim Barreto e da deputada da Assembleia da República, Dr.ª Palmira Maciel.

A Comissão Política do PS de Vieira do Minho é agora liderada por Vânia Cruz e composta por Filipe de Oliveira, Aurora Marques, José Fernandes, Rui Mangas, Isabel Moreira, Narciso Rodrigues, Domingos Cerqueira, Clara Malainho, Manuel Fernando Cruz, Sameiro Carvalho, Fernando Silva, Leonel Pereira e Eduarda Lopes.

“ Inicia-se hoje um novo ciclo para o Partido Socialista e o nosso maior desafio é reconciliar o PS com os Vieirenses”, referiu a nova Presidente do PS de Vieira do Minho.

A nova presidente da Comissão Política referiu que pretende corporizar um projeto voltado para o futuro, mas que tem em conta o passado que emana das pessoas. “ Queremos ouvir as pessoas, queremos o debate de ideias e a diversidade de opiniões, por isso, convido todos os militantes e simpatizantes do PS para um Plenário no próximo dia 3 de Março”, mencionou Vânia Cruz.

O presidente da Federação do PS de Braga, Eng. Joaquim Barreto referiu a importância de respeitar o legado deixado e de o PS de Vieira do Minho se manter unido para construir um projeto forte para o futuro.

Agradeceu o apoio da Concelhia de Vieira do Minho na sua recandidatura à Federação de Braga e prometeu ser sempre um defensor dos ideais do Partido Socialista.

Por último, destacou a necessidade de voltarem a debate temas como a descentralização e a reforma administrativa das freguesias.

Este mandato tem a duração de 2 anos.