Armindo Araújo testa em Vieira do Minho

Depois de terem terminado da melhor forma o Vodafone Rali de Portugal com os objectivos alcançados, vencendo entre os interessados ao CPR (Campeonato de Portugal de Ralis), Armindo Araújo / Miguel Ramalho aproveitaram logo o inicio da semana, no asfalto da Serra da Cabreira em Vieira do Minho, para começaram a trabalhar no sentido de acertarem com os melhores Set-Up para o asfalto, pois o nacional abandonou a fase da terra e está agora rumo à fase de asfalto, já nos dias 8 e 9 de Junho com a realização do Rali Vidreiro, prova sob a égide do Clube Automóvel da Marinha Grande.

O piloto do Hyundai i20 R5 que está na liderança do Campeonato, aproveitou ao máximo estes dois dias de testes para se preparar bem , “pois nada está ganho e nada é facilitado. Se continuarmos a trabalhar como temos trabalhado até agora, as coisas poderão sorrir-nos, contudo temos de ter ponderação” argumentou o piloto de Sto. Tirso.

Joaquim Ramalho

Comentário de Filipe de Oliveira (Audio)

 

 

O CAVA tem proporcionado vários acontecimentos culturais, em Vieira do Minho, mas alguns levam tal força, como se tivessem saído dos pés de Ederson, e que, por isso, merecem especial destaque.

Inicialmente marcada para o dia 20 de Março, entretanto adiada por motivos de saúde do convidado, o maestro António Victorino d’Almeida, a XVI edição das Conferências CAVA ocorreu no dia 8 de Maio, analisando o tema “Os jovens, a dignidade e a arte”.

Quando começamos a preparar o grande dia, juntamente com o Agrupamento de Escolas Vieira de Araújo, ficou logo claro que, uma das principais referências da nossa música, merecia uma recepção radiosa e um cenário arrojado que elevassem a cultura.

O que surgiu de imediato? A melhor recepção para um compositor e maestro passava por desafiar as sociedades filarmónicas de Vieira do Minho e de Vilar Chão, que têm feito percursos de sucesso e prestigiado o nome do concelho, a surpreender o convidado. Resultado: momentos musicais brilhantes, com interpretações como “Hallelujah”, de Leonard Cohen e o “Hino de Vilar Chão”, que mostraram o enorme talento musical dos jovens da nossa terra. Vieira do Minho agradece a colaboração e empenho dos maestros Hélder Ribeiro e Eduardo Carvalho.

Inspirados pela Fundação de Serralves, que envolve praticamente todos os espaços nas suas iniciativas, encontramos, na varanda da Casa Museu Adelino Ângelo, o local indicado para “respirarmos” cultura.

Para um pianista, o cenário só seria completo e admirável se colocássemos um piano. Assim o fizemos e o maestro António Victorino d’Almeida não resistiu: sentou-se, em alguns momentos, ao piano e ilustrou, musicalmente, as suas intervenções. E o que dizer da interpretação de uma valsa romântica com os cotovelos, respondendo, assim, ao repto lançado por Fernando Gomes? Registem: foi uma interpretação poderosa!

Com a sua intervenção bem disposta, informal e dialogante, lançou uma teia que envolveu todos os presentes.

Outro marco especial: foi lida uma missiva enviada por Sua Excelência o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que também já esteve presente no nosso ciclo de conferências.

Não posso, ainda, deixar de registar que, antes de descermos as escadas do Salão Nobre da Casa Museu Adelino Ângelo, uma criança pediu, orgulhosamente, à mãe que lhe tirasse uma fotografia com o convidado. Há ápices que duram segundos, mas que permanecem no coração!

Num dia soalheiro, mais de 100 pessoas, sendo na sua maioria alunos do ensino articulado de música, assistiram a momentos memoráveis.

Quando a cultura é trabalhada e “provocada”, sendo apoiada por entidades públicas e privadas, os frutos são doces.

Ermal ganha praia de “Qualidade Ouro”

À semelhança dos anos anteriores, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza identifica, de acordo com critérios estabelecidos pela própria Associação, as águas balneares em Portugal classificadas como tendo “Qualidade de Ouro”, com base na informação pública oficial disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente, e tendo apenas em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das diferentes Administrações Regionais Hidrográficas.

Para a época balnear de 2018, a Quercus identifica assim 390 praias com “Qualidade de Ouro” em Portugal – menos 6 do quem 2017 – num total de 640 praias. Das praias identificadas, 342 são praias costeiras, 39 são praias interiores e 9 são de transição.

Em comparação com 2017, há menos 9 praias costeiras galardoadas, existem mais 3 praias interiores e igual número de transição. Nos Açores foram distinguidas 39 praias (mais uma em relação a 2017), na Madeira foram distinguidas 19 praias (igual a 2017), e em Portugal continental 332 (menos 7 do que em 2017). O concelho com maior número de praias com “Qualidade de Ouro” é Albufeira com 22 praias, seguido de Almada com 17, Vila Nova de Gaia com 16, Vila do Bispo com 13, e Torres Vedras com 12.

Para receber a classificação de praia com “Qualidade de Ouro”, a água balnear tem de respeitar os seguintes critérios:

Qualidade da água Excelente nas 5 últimas épocas balneares, de 2012 a 2017.

No distrito de Braga, Cabeceiras de Basto perdeu nesta lista da Quercus “qualidade” na praia fluvial de Cavez. Já Vieira do Minho viu o Ermal ganhar o título de praia “Qualidade Ouro”.

No que diz respeito às restantes praias, começando pelas do interior, Alqueirão (Terras de Bouro), Verim (Póvoa de Lanhoso) e Cavalinho(Braga) continua a ter “boa água”. De destacar que a praia de Adaúfe, apesar de ter bandeira azul, a qualidade da água “não entra ainda nos critérios exigidos”

Vodafone Rali de Portugal 2018 – Ricardo Marques / Hugo Rodrigues

A dupla de V.do Minho, Ricardo Marques / Hugo Rodrigues vai marcar presença no Vodafone Rali de Portugal, num Hyundai i20 R5 da Racing4you.
A escolha do piloto este ano, recaiu nos chamados carros de ultima geração, os denominados R5.
 
Nestes quatro dias de prova ” manter uma toada cautelosa logo de início para aprender a guiar este carro será fundamental” adiantou o piloto vieirense mas com o objectivo no horizonte de ” manter a máxima concentração para não cometer erros, para chegar ao fim, com a melhor classificação possível”.
 
Por seu lado o navegador Hugo Rodrigues está de regresso 14 anos depois ao Rali de Portugal, embora não estando afastado da competição a nível interno.
 
J.Ramalho

Jantar dos 53 anos do Vieira Sport Clube

Em nota enviada à comunicação social a Comissão Administrativa do Vieira Sport Clube agradece a todos quantos participaram no 53º Jantar de Aniversário do clube.

Com efeito, pelo segundo ano consecutivo, o Vieira SC conseguiu juntar cerca de 400 pessoas, onde se incluem sócios, simpatizantes e vieirenses em geral, assim como diversos antigos atletas e treinadores do clube, em claro respeito pela história dos 53 anos desta que é a maior instituição desportiva do concelho de Vieira do Minho e o clube amador com mais títulos na AF Braga.

Aproveita igualmente a Comissão Administrativa do Vieira Sport Clube para agradecer publicamente à Quinta do Farejal por toda a disponibilidade demonstrada.

A Comissão Administrativa do Vieira Sport Clube lembra que no próximo domingo se realiza o último jogo no Estádio Municipal referente a esta época e que se revela de enorme importância para o futuro do Vieira SC. Fica o convite a todos os Vieirenses para encherem o Estádio e apoiarem o Vieira SC.

XVI Conferência CAVA

Teve lugar no dia 8 de Maio de 2018, pelas 16 horas, na Casa Museu Adelino Ângelo, em Vieira do Minho, mais uma  edição das Conferências CAVA, desta feita a XVI.

Desta feita, a figura de destaque foi o Maestro António Victorino d`Almeida, famoso compositor, maestro, pianista, escritor e apresentador que, sob o tema “Os jovens, a dignidade e a arte”, deliciou e envolveu todo o auditório aí presente com a sua intervenção marcadamente bem disposta, pessoal, descomplexada, informal, dialogante, viva e emocionante.

A interacção com o público, durante o período de cerca de hora e meia, foi uma constante, sobretudo na relação de proximidade com os mais jovens (alunos do ensino articulado de música), tendo o orador, em alguns momentos, ilustrado musicalmente as suas intervenções, com recurso a excertos de peças de autores famosos de música clássica.

A sessão, contando com mais de 100 pessoas, teve, também, na abertura, a participação da Sociedade Filarmónica de Vilar Chão que interpretou dois temas muito conhecidos: o hino de Vieira e o hino de Vilar Chão. A finalização esteve a cargo da Sociedade Filarmónica de Vieira do Minho que, em conjunto com quatro elementos do coro, interpretou o tema “Halleluia”, de Leonard Cohen.

Esta sessão teve, também, um cariz muito especial, já que foi saudada por Sua Excelência o Presidente da República, através de uma missiva que enviou e que foi lida pelo Presidente do CAVA, Filipe de Oliveira.

Para coroar esta sessão, qual cereja no topo do bolo, o orador, tendo sido desafiado para tal, interpretou uma valsa romântica com os cotovelos, curiosamente o mesmo tema e nos mesmos moldes que interpretara em 1969, aquando da sua participação na 1.ª sessão do programa ZIP-ZIP, na RTP, interpretação esta que foi degustada por todos, num momento de verdadeiro gáudio.

Também à semelhança das anteriores, a sessão deste ano resultou de uma parceria entre o CAVA e o Agrupamento de Escolas Vieira de Araújo e teve o apoio da Rádio Alto Ave, do Jornal de Vieira, do IPDJ, I. P. e da Câmara Municipal de Vieira do Minho.

A iniciativa reforçou, mais uma vez, o já enorme e valoroso contributo do CAVA no enriquecimento e envolvência cultural, pedagógica, formativa e cívica do concelho de Vieira do Minho.

Rali de Portugal: 1 milhão necessário à continuidade em 2019

Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Clube de Portugal (ACP), entidade organizadora do Rali de Portugal disse esta Quarta-feira na apresentação da prova que  é necessário “um apoio de um milhão de euros, que as autarquias não podem suportar”.
Diz o dirigente que há seis países a querer entrar no WRC e que perante isto, “temos uma certeza: se o Rali de Portugal deixar o mundial, nunca mais voltará”

Audio – Joaquim Ramalho