Exploração de Recursos Minerais no Concelho de Vieira do Minho

Exploração de Recursos Minerais no Concelho de Vieira do Minho

A Fortescue Metals Group Exploration Pty Ltd., requereu no dia 15 de Março de 2019 a atribuição de direitos de prospecção e pesquisa de depósitos minerais de ouro, prata, chumbo, zinco cobre, lítio, tungsténio, estanho e outros depósitos minerais ferrosos e minerais metálicos associados, numa área denominada “Viso”, localizada no concelho de Vieira do Minho, Montalegre, Cabeceiras de Bastos e Fafe.

Foram publicados em Diário da República, no dia 16 de Março, dois avisos através Direcção Geral de Energia e Geologia nomeadamente os avisos 6518/2019 e 6133/2019, onde a Fortescue Metals Group Exploration requereu a atribuição de direitos de prospecção e pesquisa de depósitos minerais como o lítio, tungsténio, entre outros.

Os anúncios são para as áreas denominadas “Cruto” (99,1 km2, localizados no concelhos de Braga, Barcelos e Vila Verde), “Fojo” (74,7 km2, nos concelhos de Melgaço, Monção e Arcos de Valdevez), “Viso” (133,3 km2, em Vieira do Minho, Montalegre, Cabeceiras de Bastos, Fafe); “Calvo” (375,2 km2, nos concelhos de Almeida, Pinhel e Figueira de Castelo Rodrigo), “Crespo” (189,6 km2, em Idanha-a-Nova) e “Nave” (308,5 km2, nos concelhos de Guarda, Almeida e Sabugal).

As emissões de partículas em suspensão constituem o poluente de maior relevo, a par do ruído e das escorrências que contaminarão os cursos de água. A escavação e a remoção de milhões de toneladas de minério por ano, apenas a centenas de metros de distância de várias localidades do concelho, terão como consequência inevitável a poluição do ar e dos recursos hídricos. As emissões de poeiras compostas, entre outros, por sílica, podem provocar doenças respiratórias.

 

A contestação da população tem-se sentido um pouco por todo o lado já que a vida destas populações tornar-se-à um inferno 24 horas por dia todo o ano, os sistemas ecológicos e os sistemas produtivos locais seriam gravemente afectados pela exploração mineira de grande dimensão. Esta realidade é escondida na sugestiva campanha publicitária para o lítio português que abasteceria um mercado europeu de baterias de Iões-LI para carros eléctricos. De facto, os custos ambientais da extracção do lítio não permitem dizer que se trata de uma tecnologia limpa. É altamente consumidora de água, energia, espaços naturais, e é altamente poluente. Os riscos ambientais e sociais são elevados.

Vieira do Minho – Cadáver encontrado em Incêndio

Foi encontrado um cadáver num incêndio no lugar de Insúas na União de Freguesias Ventosa/Cova, este incêndio deflagrou ao inicio da tarde de quinta-feira dia 21 de Março.

Carlos Aguiar Santos de 72 anos, solteiro e agricultor, poderá ter sido vitimado de uma queimada ou de fogo natural, quando foi surpreendido pelas chamas, perto da sua residência, naquela aldeia, estando as causas do sinistro ainda a ser averiguadas por parte da Polícia Judiciária.

No local desta ocorrência estiveram os elementos do Posto Territorial da GNR de Vieira do Minho, a Cruz Vermelha Portuguesa de Rio Caldo, inspectores da Polícia Judiciária de Braga assim como os Serviços Municipais de Protecção Civil da Câmara de Vieira do Minho.

O cadáver do septuagenário foi transportado para o Gabinete Médico-Legal e Forense do Cávado, em Braga, pelos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho.

O funeral do Sr.Carlos Aguiar Santos realiza-se este sábado dia 23 de Março às 15h00 na Capela do Bom Jesus da Paz em Cova

Rali de Vieira do Minho 2019 (Audio)

Rali de Vieira do Minho 2019

Ricardo Marques/Hugo Rodrigues, venceram o Rali de Vieira do Minho, prova pontuável para o Campeonato Norte de Ralis, que aqui cumpria a sua segunda jornada.

Esta equipa Vieirense, consegui atingir o pleno ao cronometro, ao colocar o Hyundai i20 da Racing4You no primeiro lugar do pódio.

Em declarações à Radio Alto Ave Ricardo Marques disse que esta prova serviu para testar para o Rali de Portugal.

O grande vencedor entre os interessados ao Campeonato foi o gondomarense Filipe Madureira em Mitsubishi Evo IX da Peres competições, que ficou a 1:56,6 de Marques, deixando atrás de si, Lucas Simões (Mitsubishi Evo VI) a 7,3 , que ainda tentou lutar pela vitória.

Filipe Madureira disse aos Microfone das Rádio Alto Ave estar muito satisfeito com a sua prestação nesta prova.

 

Nas duas rodas motrizes, Ricardo Matos que estreava aqui o Peugeot 208 R2, foi quarto classificado da geral, valendo-lhe os louros entre os 2WD.

A outra equipa de V.Minho, Filipe Ferreira/Rui Rocha, consegui chegar ao final do Rali na 14ª posição à geral, depois de terem entrado no dia de hoje (domingo) na ultima posição. Lutaram com problemas no Citroen Saxo Cup ao longo da prova, tendo ainda somado uma penalização de 1:20, por terem saído do parque fechado no dia de sábado com um atraso de 8 minutos.

Em declarações à Alto Ave Filipe Ferreira disse que foi um rali muito difícil mas estava satisfeito com o final

 

Repórter Joaquim Ramalho

Foto: Digital Racing Photo