Europa em alerta devido a calor extremo e inesperado esta semana

A Europa começou hoje a registar uma onda de calor precoce, com temperaturas de cerca de 40 graus centígrados na maior parte dos países, com exceção de Portugal, levando as autoridades a lançar alertas à população.

A vaga de calor tem origem no deserto do Saara e está associado ao aquecimento global e a gases com efeito de estufa, referem os cientistas consultados pela agência de notícias francesa AFP.

Segundo os especialistas, o fenómeno climático é excecional, mas vai-se repetir com mais frequência.

O alerta de calor foi colocado pelo instituto meteorológico francês no nível “laranja” (o segundo mais alto de uma escala de quatro) em Paris, num país que ainda guarda na memória uma onda de calor em 2003 que provocou a morte de 15 mil pessoas.

Em França, as altas temperaturas (entre 35 e 38°C) prevalecerão primeiro no centro, alastrando-se na terça-feira ao Nordeste e depois, na quarta e quinta-feira, ao Ocidente do país.

As lojas de eletrodomésticos já foram tomadas de “assalto” por quem procura ventoinhas e aparelhos de ar condicionado, objetos que estão esgotados em muitos locais.

Em Espanha, o instituto meteorológico (AEMET) divulgou hoje uma série de recomendações relativas ao calor (beber muitos líquidos, cobrir a cabeça, não fazer exercício a meio do dia) e advertiu para o “risco extremo” de incêndios em regiões como Catalunha, Aragão, Navarra e Extremadura.

As temperaturas mais elevadas são esperadas para os próximos dias. Segundo a AEMET, as temperaturas devem ultrapassar os 40 graus em algumas regiões do Centro, Sul e Nordeste de Espanha, podendo aumentar a partir de quinta-feira.

Também a Alemanha espera, a partir do meio da semana, temperaturas muito altas, com os serviços de meteorologia a estimarem que os termómetros poderão registar os valores mais altos dos últimos 70 anos, quando, em 1947, Frankfurt bateu recordes registado 38,2°C.

Outro país onde as expectativas de calor extremo já levaram as autoridades a ativar o alerta “laranja” é a Áustria, onde as estimativas preveem que as temperaturas alcancem os 37 graus.

A partir de terça-feira nem a Escandinávia consegue fugir do fenómeno de calor, com temperaturas esperadas de 30 graus na Dinamarca e na Suécia

O Reino Unido está, por seu lado, preocupado com a possibilidade de se registarem “tempestades violentas”, para as quais foram emitidos alertas entre hoje e terça-feira.

No Norte de Portugal

A semana começou com chuva e céu nublado, mas vai terminar com sol e calor. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, as temperaturas no fim de semana podem passar dos 30 graus.

A chuva pode ficar até quarta-feira e a temperatura varia em Braga dos 11 graus aos 28 graus até sexta-feira. No fim de semana podem chegar até aos 33 graus.

Em Viana do Castelo, a chuva também pode ficar até quarta-feira, com temperatura a variar dos 12 aos 23 graus, e dos 14 aos 27 graus.

No entanto, em outros concelhos do Alto Minho, como Arcos de Valdevez e Ponte de Lima, pode chegar aos 34 graus.

Em Vieira do Minho para o fim de semana a temperatura máxima pode chegar aos 33 grau no Domingo.