Vieira SC recorre do castigo imposto pela AF Braga

Vieira derrotado pelo Conselho de disciplina da AF Braga no jogo da primeira jornada diante o Vilaverdense.

A Direção do Vieira na pessoa do seu Presidente (Pedro Araújo), em declarações à Rádio Alto Ave, diz que o processo de inscrição do clube na AF Braga estava legal e em conformidade. O Presidente da direção do Vieira estranha o não contacto da AF Braga antes da deliberação do CD da Associação em relação ao assunto.

O Clube de Vieira do Minho quer a verdade e já está a preparar o recurso. A quebra de confiança que existe é neste momento o mais grave.

A relação com A AF Braga é boa, mas alguém terá que assumir essa responsabilidade, não pode ser sempre o parente mais “pobre”

Clube emitiu comunicado, que lhe deixamos aqui:

A Direção do Vieira Sport Clube foi surpreendida pelo comunicado do Conselho de Disciplina da AF Braga, no qual é aplicada a derrota no último jogo, à qual acresce uma multa. Segundo os decisores, o Vieira Sport Clube terá utilizado jogadores de forma irregular.
Assim, perante os fatos, a Direção do Vieira Sport Clube entende tecer as seguintes considerações:

1. Como habitual, o Vieira Sport Clube procede á entrega de todo o processo de inscrição da equipa, onde se inclui jogadores, diretores e equipa técnica, pessoalmente, nos serviços da AF Braga, nunca tendo existido qualquer situação semelhante à que alegam;

2. O processo foi todo confirmado, como habitual, pelos nossos serviços, de forma a que tudo decorra dentro da normalidade, como aconteceu nas 3 épocas anteriores;
3. Segundo a AF Braga, estão em falta 3 processos referentes a 3 jogadores, processos estes que foram anexados aos restantes e devidamente confirmados;

4. A comprovar a boa-fé do clube, está o facto de os referidos atletas terem realizado os exames médicos que estão na posse da AF Braga, o que só comprova que o clube trabalhou de forma exemplar;

5. A Direção do Vieira Sport Clube estranha toda esta situação, uma vez que em momento algum foi contactada de forma a esclarecer a mesma, esquecendo o bom nome do Clube e toda a retidão com que tem trabalhado nos últimos anos.

6. A Direção do Vieira Sport Clube esclarece todos os interessados, em particular sócios e adeptos, que está a elaborar uma defesa intransigente de forma a que se apure a verdade dos fatos e que seja reposto o resultado do trabalho dos nossos atletas em campo,

7. Mais se acrescenta que o clube está disposto a utilizar todos os meios legais, de forma a defender o seu bom nome e a sua honra. Neste momento está mesmo colocada a hipótese de solicitarmos a suspensão da presença no Campeonato Pró Nacional ou de não se proceder à inscrição de outras equipas;

8. Da mesma forma, com a mesma coragem e determinação, com que lutamos para que o Vieira SC não acabasse, reduzindo o passivo em mais de 150.000€, aumentando o número de jovens da formação para cerca de 200 e restaurando a credibilidade do clube junto da sociedade, vamos defender o clube nesta situação que consideramos totalmente injusta, mas que terá uma resposta à altura da nossa parte!

9. Apela-se a todos os sócios e simpatizantes para que mantenham o apoio incondicional ao clube e, neste caso particular, à nossa equipa sénior que tem demonstrado uma qualidade, determinação e união exemplares, claramente ao nível dos pergaminhos do Grande Vieira Sport Clube!

Vieira do Minho, 23 de agosto de 2019

O Presidente da Direção do Vieira Sport Clube, 
_____________________________
Pedro Miguel Araújo

Grande Prémio do Minho: Jhonatan Chaves coroado em Castro Laboreiro

O colombiano Jhonatan Chaves (Team Ingenieria de Vías/Monsalud) é o vencedor do 31.º Grande Prémio do Minho, depois de hoje ter sido o oitavo classificado na terceira e última etapa, uma ligação de 105,6 quilómetros entre Melgaço e Castro Laboreiro, ganha pelo chileno Cristobal Ramirez (Arte em Transfer/LPS).

A etapa decisiva foi endurecida desde o começo, com o pelotão a optar por um ritmo elevado, que não permitiu que os corredores interessados no protagonismo de uma fuga tivessem sucesso.

 O encadear de dificuldades deixou treze corredores em cabeça de corrida. Foi esse grupo que abordou na frente a escalada final, de primeira categoria, para Castro Laboreiro. A longa extensão da subida fez com que alguns dos ciclistas mais adiantados perdessem posições, permitindo o aproximar de trepadores vindos de trás.

O camisola amarela, Jhonatan Chaves, esteve sempre atento e controlou as movimentações. Do grupo em cabeça de corrida apenas conseguiu sair Cristobal Ramírez, que começou a etapa com quase dois minutos de atraso para o topo da geral.

O chileno desferiu um forte ataque a 5 quilómetros do final e conseguiu cortar a meta na frente, ao fim de 2h56m46s de corrida. O grupo dos principais candidatos demorou mais 20 segundos, com Thomas Silva (Arte en Transfer/LPS) e João Carvalho (Bairrada) nas posições imediatas.

Jhonatan Chaves assumiu o comando na primeira etapa em linha e nunca mais largou a camisola amarela. Terminou a competição com uma vantagem de 58 segundos sobre João Macedo (Bairrada) e de 1m01s para Daniel Morales (Fundación Lintxu/GD Indarra), segundo e terceiro, respetivamente.

O belga Joran Wyseure (ACROG/Pauwels Sauzen/Balen BC) venceu a classificação por pontos (camisola amarela – Score Tech), André Domingos (Escola de Ciclismo Bruno Neves) conquistou o estatuto de melhor trepador (camisola azul – Arrecadações da Quintã), Fábio Fernandes (Efapel/Escola de Ovar) foi o melhor júnior de primeiro ano (camisola laranja – Cision) e João Silva (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact) destacou-se entre os minhotos (camisola branca – Universidade do Minho). Por equipas venceram os colombianos da Team Ingeniería de Vías/Monsalud.

Destinado ao escalão de juniores e organizado pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, o 31º Grande Prémio do Minho contou com um pelotão de cerca centena e meia de ciclistas em representação de 24 equipas, 17 portuguesas, uma belga, uma colombiana e cinco espanholas.

Grande Prémio do Minho em ciclismo em Vieira do Minho

O Grande Prémio do Minho em ciclismo regressa à estrada de 25 a 28 de julho com Melgaço, Guimarães e Vieira do Minho a assumirem um papel de destaque no desenrolar da competição. Destinado ao escalão de juniores e organizado pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, o 31º Grande Prémio do Minho será disputado por um pelotão de cerca de centena e meia de ciclistas em representação de 24 equipas, 17 portuguesas, uma belga, uma colombiana e cinco espanholas.

Com o arranque da competição em Melgaço com um contrarrelógio por equipas, a primeira etapa terá início no centro da cidade de Guimarães e terminará em Santo Antonino, na freguesia vimaranense de Mesão Frio. Vieira do Minho, terra de encantos, ao acolher a partida e chegada da segunda etapa será o concelho que ajudará a definir o vencedor da 31ª edição do Grande Prémio do Minho. O pelotão rumará no último dia até Melgaço, o Município mais a Norte de Portugal, para enfrentar um trajeto delineado no “destino de natureza mais radical de Portugal” que terminará em Castro Laboreiro onde no ano passado se assistiu a uma chegada épica do Grande Prémio do Minho.

Passagem em Vieira do Minho

2ª etapa – Sábado, 27 de julho de 2019

Vieira do Minho > Vieira do Minho – 97 km´s

Vieira do Minho – Terra de Encantos

Partida: 13h00 – Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)

Chegada: 15h33 – Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)

Metas Prémio da Montanha

• Serradela (1ª catª) – Km 43,4 (melhor horário: 14h08) – MM Arrecadações da Quintã

Metas Volantes

• Vieira do Minho (passagem pela meta) – Km 19,3 (melhor horário: 13h30) – MV SCORE Tech

• Vieira do Minho (passagem pela meta) – Km 75,1 (melhor horário: 14h58) – MV SCORE Tech

Vieirenses vão participar na Taça d’Ouro – Especial Rally Sprint Póvoa de Lanhoso

A Taça d’Ouro – Especial Rally Sprint Póvoa de Lanhoso está de volta! A 2ª edição da Taça D´Ouro, organizada pelo Município da Póvoa de Lanhoso, Clube Automóvel do Minho e Team Baia., realiza-se no dia 06 de Julho de 2019, e será um sábado de espectáculo na Póvoa de Lanhoso.

A Taça d’Ouro – Especial Rally Sprint Póvoa de Lanhoso é uma prova automobilística com características de “Super Especial” ou “Especial Sprint” e desenrolar-se-á no Centro da Vila da Póvoa de Lanhoso.

As inscrições encerraram no dia 1 de Julho. Está ainda prevista a presença de carros de shows do Campeonato de Portugal de Drift.

São 51 as equipas que vão estar presentes nesta edição da Taça d´Ouro na Póvoa de Lanhoso, sendo 3 oriundas do Concelho de Vieira do Minho:

Ricardo Marques\Paulo Marques

Filipe Ferreira\Rui Rocha

António Carvalho\ND

Conheça a data do arranque dos trabalhos das equipas Pró-Nacional, e saiba quem são os Treinadores das equipas.

Está ai a nova época desportiva, com o inicio dos trabalhos das equipas da Pró-nacional. Inicio do campeonato a 17/18 de Agosto.

As oficinas dos clubes que compõem o Campeonato da Pró-Nacional 2019/2020 abrem entre 15 e 25 de Julho. O inicio “Precoce” do campeonato obriga a esforços suplementares dos clubes, que não vão poder contar com os jogadores a participar na totalidade nos trabalhos da pré-época, dificultando assim o plano de trabalho e a vida aos treinadores. O Campeonato tem a primeira jornada já em Agosto, dias 17 e 18.

Vieira SC – 22 de Julho

Treinador – Roger Bastos

Forjães SC – 22 Julho

Treinador – Carlos Viana

Ribeirão FC – 22 Julho

Treinador – Emanuel Costa

Brito SC – 22 Julho

Treinador – Filipe Gonça

U. Torcatense – 22 Julho

Treinador – Francisco Branco

Vilaverdense FC – 15 Julho

Treinador – Hugo Santos

Pevidém SC – 15 Julho

Treinador – João Pedro Coelho

Santa Maria FC – 22 Julho

Treinador – João Salgueiro

GD Prado – 22 Julho

Treinador – José Nuno Azevedo

Foto D. Vale do Homem

Dumiense CJPII – 15 Julho

Treinador – Marco Campos

GD Joane – 22 Julho

Treinador – Miguel Paredes

SC Cabreiros – 18 Julho

Treinador – Miguel Veiga

GD Porto D´Ave – 16 Julho

Treinador – Nelson Martinho

CCD Santa Eulália – 22 Julho

Treinador – Nelson Silva

S. Paio D´Arcos FC – 15 Julho

Treinador – Ricardo Correia

Arões SC – 25 Julho

Treinador – Rui Novais

GD Serzedelo – 22 Julho

Treinador – Vítor Pacheco

CC Taipas – 8 Julho

Treinador –

Departamento de Desporto R.A.A.

Mercado:-

Gil renova com o Arões. Castro ex; Vieira reforça a AD Pica

Pró-Nacional:

GD Joane: Luis Paulo, Gomes e Sérgio renovam por uma época.

Pevidém SC: Totas ex; Joane é reforço para o ataque.

CC Taipas: Rui Rampa e Fred são reforços.  

Arões SC: Gil renova por um ano.

Divisão de Honra:

ACD Pica: Castro ex; Vieira, Ribeiro ex; Joane e Toninho ex; Mondinense são reforços.

GFC Pousa: José Pedro ex; Merelinense é reforço.

Primeira Divisão:

O. Campelos: 6 reforços confirmados, Rui Sampaio ex; Caíde de Rei, Lima ex; Sandinenses, Hugo ex; Brito “juniores”, Tiago ex; Ases Sta Eufémia, Tiago Manuel ex; Sandinenses e André que regressa após paragem.

Mercado:

Clubes preparam a nova época desportiva, renovações e reforços ocupam várias horas aos dirigentes e treinadores. Qualidade não falta como temos dado conta no mercado.

Pevidém SC: André “Preto” renova por uma época e segue para a terceira consecutiva a lutar pelo lugar da baliza.

Brito SC: Kiko reforça a defesa.

AFC Martim: Ricardo Peão ex; GDR Esporões é reforço.

ACR Guilhofrei: Daniel Soares e Diogo Vale reforçam eixo da defesa.

Gonça: Petit ex; Fareja é reforço.

UD S. Veríssimo: Pedro Cascalho é reforço e acrescenta experiência à equipa.

SC Ucha: Zé Diogo seguro por mais uma época.