Falar D´Aqui | 7 Junho | União Freguesias Anjos\Vilarchão

Em destaque no Falar D’Aqui de domingo dia 7 de Junho, a união de freguesias Anjos Vilarchão.

Convidados Vítor Costa Presidente da Junta e Franquelim Ribeiro, falaram da actualidade da freguesia na situação de emergência sanitária, as actividades económicas, o turismo a gestão dos baldios e a análise da actuação da autarquia de Anjos/Vilarchão

Radio Alto Ave · Falar D´Aqui – União Freg.Anjos\Vilarchão 7 de Junho 2020

Bombeiros de Vieira do Minho com nova direcção(audio)

Encerraram às 18 horas deste sábado, 6 junho, as urnas para as eleições dos corpos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho para o próximo triénio- 2020/2022. Votaram 32 dos associados com direito a voto.

Carlos Alberto Leite Branco que encabeçou a única lista concorrente foi eleito Presidente da Direcção e após o acto eleitoral, em declarações à Rádio Alto Ave, resumiu as principais prioridades para o mandato.

Queixa do PS de Vieira do Minho contra o actual Executivo arquivada

O Juiz de instrução da Comarca de Braga, proferiu no dia 5 de Junho o despacho de não pronúncia sobre o caso que imputava ao presidente da Câmara de Vieira do Minho e a dois vereadores do crime de prevaricação e de abuso de poder, depois de uma queixa apresentada pelo ex-presidente de Câmara do Partido Socialista e da secção local, Jorge Dantas.

Recorde-se que o Ministério Público deduziu acusação contra o presidente do município António Cardoso, os vereadores Afonso Barroso, Paulo Miranda e a irmã deste, imputando a todos eles a prática de um crime de prevaricação e de um crime de abuso de poder, aquando do processo de internalização da ex-funcionária da Empresa Municipal EPMAR.

Anteriormente, o Tribunal Fiscal e Administrativo de Braga entendeu que o processo cumpria com a legislação aplicável, tendo o mesmo sido arquivado.

Agora, o Tribunal Judicial de Braga entendeu, igualmente, que não há indícios da prática de qualquer crime, decidindo pelo arquivamento do processo.

Os visados ponderam agora apresentar queixa contra o ex-autarca, Jorge Dantas, pelo facto de este não ter permitido que a referida funcionária usasse dos seus direitos de internalização, tal como a lei lhe conferia.

O Vieirense Zacarias Lameiras foi eleito presidente de um Clube Francês

Zacarias Lameiras foi eleito em assembleia geral na quinta-feira dia 28 de maio, presidente do clube Le FC 3 VALLEES.

Le FC 3 VALLEES é um clube com mais de 200 atletas, com 2 equipas de seniores uma na terceira divisão e outra na quinta divisão distrital, tem uma equipa na quarta divisão de veteranos, o clube tem equipas desde os 6/7 anos até aos 18 anos.

Le FC 3 VALLEES foi fundado pelo português Alberto Rodrigues em 2002, é um clube que representa três freguesias na região sul de Paris, St. Maurice Montcouronnes, Breux Jouy e Bruyères le Chatel.

Falar D´Aqui 24 de Maio 2020

A Vereadora do Pelouro da Educação e Vice Presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, Elsa Ribeiro avalia a situação resultante da emergência sanitária, este retorno às aulas presencias para os 11º e 12 anos e 2º e 3º anos de cursos de dupla certificação, o ensino à distância que tem caracterizado este terceiro período escolar, perspectivando o final do ano lectivo 2019/2020.

Falar D´Aqui – 17 Maio 2020

Em destaque no Programa da Direcção de Informação da Rádio Alto Ave, o Falar D’aqui de domingo 17 de Maio a situação da actividades económicas no concelho nomeadamente, o comércio que retomou a actividade, a Construção Civil e o turismo.

Qual o impacto desta situação no sector, que alterações pode trazer, que apoios existem e  a sua eficácia como foi esta primeira semana de retorno à actividade e com que  perspectiva para o ano foi a proposta aos convidados,  Carlos Lameiras gerente de estabelecimento de design e marketing, Armando Lemos do Sector da Construção Civil que também desenvolve um projecto de produção biológica de ovos, José Carlos Pereira gerente de comercial de materiais de construção civil e outros, Daniela Veloso e Carla Ferreira, de pronto a vestir, Aurora Marques, gerente de agencia de viagens e António Afonso Barroso, Vereador da Câmara Municipal de Vieira do Minho.

Município de Vieira do Minho disponibiliza Estádio Municipal aos Ginásios

O Município de Vieira do Minho vai disponibilizar o Estádio Municipal de Vieira Do Minho para que os Ginásios possam realizar as suas actividades de grupo, cumprindo todas as normas de segurança emitidas pela Direcção Geral da Saúde.
No momento em que se encontram impedidos de realizar a prática desportiva dentro dos seus equipamentos, o Município vai colocar à disposição dos ginásios e grupos com actividade no concelho este equipamento municipal que oferece todas as condições de segurança.
O Estádio Municipal pode ser utilizado gratuitamente mediante reserva.
Os interessados em usufruir deste apoio devem contactar o Departamento Desportivo do Município de Vieira do Minho, através do seguinte telefone 253 649 270

Avisos de candidaturas ao programa Adaptar abrem hoje sexta-feira dia 15

Os avisos para as candidaturas ao Programa Adaptar, que contempla apoios para as micro, pequenas e médias empresas se ajustarem às regras do desconfinamento, abrem hoje.

Com uma dotação de 100 milhões de euros, o Programa Adaptar visa apoiar as empresas nos custos com a aquisição de equipamentos de proteção individual para trabalhadores, equipamentos de higienização, contratos de desinfeção ou gastos com organização do espaço.

No caso das microempresas (até 10 trabalhadores), o Adaptar contempla um apoio em 80% a fundo perdido para despesas entre os 500 e os 5.000 euros, sendo elegíveis as realizadas desde 18 de março, data da declaração do estado de emergência.

Em comunicado enviado às redações, o Ministério da Economia e da Transição Digital adianta que o acesso ao programa será feito através de um regime simplificado de candidatura, “baseado num orçamento de despesas por grandes rubricas, em que a confirmação dos requisitos administrativos obrigatórios é efetuada de forma automática pelo sistema de gestão de candidaturas ou mediante declaração do promotor”.

A decisão sobre a candidatura, refere o ministério tutelado por Pedro Siza Vieira, será tomada em 10 dias úteis.

O Adaptar dirige-se também às pequenas e médias empresas (PME), sendo aceites projetos entre 5.000 e 40.000 euros, com um financiamento de 50% a fundo perdido, no âmbito do Portugal 2020, através do Compete e dos programas operacionais regionais.

No caso das PME, a decisão sobre a candidatura será tomada em 20 dias úteis.

Em ambas a situação, após a validação do termo de aceitação da candidatura, será processado um adiantamento automático de valor equivalente a 50% do incentivo aprovado.

O Programa Adaptar foi aprovado pelo Conselho de Ministros na terça-feira.

Entre as despesas elegíveis para os apoios do Adaptar incluem-se a aquisição de máscaras, luvas ou viseiras, a compra e instalação de dispositivos de pagamento automático, a contratação de serviços de desinfeção das instalações, por um período máximo de seis meses, ou ainda as despesas com a intervenção de contabilistas certificados ou revisores oficiais de contas, na validação da despesa dos pedidos de pagamento.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 300 mil mortos e infetou quase 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Em Portugal, morreram 1.184 pessoas das 28.319 confirmadas como infetadas, e há 3.198 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais

Festivais de verão proibidos em Portugal até 30 de setembro

Foi hoje decidida em Conselho de Ministros a proibição dos festivais de verão em Portugal até 30 de setembro.

A medida prende-se com o contexto de pandemia de covid-19 e afeta a realização de todos os grandes festivais de verão em Portugal.

Em comunicado, escreve-se que, por essa razão, fica proibida “a realização de festivais de música, até 30 de setembro de 2020”, impondo-se ainda “a adoção de um regime de caráter excecional dirigido aos festivais de música que não se possam realizar no lugar, dia ou hora agendados, em virtude da pandemia”.

Para os espetáculos que se realizassem entre 28 de fevereiro de 2020 e 30 de setembro de 2020, e que não possam acontecer devido à pandemia, o Governo estabeleceu “a emissão de um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago, garantindo-se os direitos dos consumidores”.

O prazo temporal dado pelo Governo atinge não só os festivais que mantinham as datas originalmente previstas (NOS Alive, Super Bock Super Rock, MEO Sudoeste, Vodafone Paredes de Coura e EDP Vilar de Mouros, entre outros), como também o NOS Primavera Sound, que fora adiado de junho para 3, 4 e 5 de setembro.

Transporte público – Rede de transportes novamente activa

Após uma reunião de trabalho entre o presidente do Município, António Cardoso, e os três operadores de transporte que circulam no concelho, ficou decidido que o serviço de transporte público vai retomar o seu funcionamento.

No seguimento do cancelamento das atividades letivas, e com a declaração do estado de emergência, o transporte público de passageiros foi totalmente suspenso no concelho.

António Cardoso assume esta decisão como uma medida essencial, pois o concelho tem uma área extensa e desta forma, os inúmeros Vieirenses que dele dependem, sentem-se mais ligados à sede do concelho.

A reativação deste serviço de transporte público é prioritária, pois são muitas as pessoas que precisam deslocar-se à sede do concelho para consultas ou tratamento no centro de saúde, acesso aos diferentes serviços públicos, adquirir bens, ou tratar dos mais variados assuntos.

Durante a pandemia de covid-19, este serviço irá ser realizado, respeitando todas as normas de segurança, nomeadamente a utilização de máscara de proteção.